sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Estante de blocos de concreto

No começo desse ano, eu e meu marido, que estávamos sentindo falta de uma estante na sala, decidimos fazer uma estante de blocos de concreto. A ideia de ser esse tipo de estante veio dele, por sinal, e eu topei na hora! Por que acho legal esse visual urbano descolado juvenil divertido que elas tem, eu diria até um toque de ousadia, no sentido de trazer um material de construção bruto para dentro de casa e transformá-lo em objeto de decoração.

Após muitos arranhões nas mãos e várias tardes pintando os 16 blocos de concreto que compunham a estante, o resultado até que ficou bem interessante.

A ideia nem é novidade para ninguém, mas hoje fiquei espantada quando vi que a foto da estante (que eu havia postado no meu instagram), foi reposta pelo insta e face do site Casa Aberta e com a estrondosa repercussão que ela teve. Muita gente adorou e ficou querendo copiar a ideia. Várias pessoas tirando dúvidas comigo sobre a montagem. Outra repostagem da foto pelo insta do Ideias Diferentes, gerou ainda mais elogios e curtidas. Enfim, o sucesso foi gigantesco.

Então, não podia deixar de postar algumas fotos dela aqui. E dar algumas dicas de como fazer a sua.







1. Fique de olho no tipo de tijolo que vc vai comprar. Não foi fácil encontrar os tijolos, fomos em várias casas de material de construção, (e pelo menos aqui na minha cidade), nem perca tempo em ir nos homecenters... lá vc não encontra. O negócio mesmo é ir em lojas de materiais de construção de bairros. Mesmo assim, é bom dar uma conferida na hora que entregam o material, se possível, vá selecionar as peças você mesmo no depósito da loja. Porque eles não estão preocupados se você vai usar isso pra construir um muro num terreno baldio ou uma estante dentro da sua sala. E é bem possível que te mandei peças horríveis como essas:



Essas aqui vieram de um material de construção, que por sinal disse que não conseguiria peças melhores do que essas. Devolvemos e ficamos com crédito na loja. No fim das contas, encontramos uma fábrica desses tijolos na nossa cidade e foi a melhor opção, os tijolos estava bonitos, não estavam se desmanchando e pudemos selecionar as melhores peças.

2. Tinta: Muita gente me perguntou sobre isso, e a tinta que usamos foi uma tinta acrílica a base de água. Dessas para pintar as paredes mesmo, encontradas em qualquer material de construção. Dependendo da cor e da quantidade de tijolos, 1 lata de 900ml não dá nem pro cheiro. Invista numa de 3,5l que é mais garantido.  Você também precisará de no mínimo 2 rolos de pintura, por que eles realmente se acabam, e pelo menos 1 daqueles rolinhos pequeninhos, para pintar a parte de dentro dos furos. O bom é que a tinta diminui o (d)efeito de esfarelar dos tijolos.

3. Madeira: nós usamos o compensado naval com 2cm de espessura e ficou excelente. Talvez não precise ser tão grosso, mas a gente queria colocar um aquário grande em cima, por isso optamos pelo maior. Depende muito do peso que você pretende colocar em cima. Livros pesam bastante, por exemplo.

4. Fixação: o próprio peso dos tijolos é suficiente para manter as coisas no lugar. Não precisa pregar, nem amarrar, nem soldar nada. O compensado tb é pesado, sendo assim, a gravidade dá um jeito. Além disso, se o tijolo é bem feito, ele é totalmente quadrado e estável, não fica bamba de jeito nenhum.

5. Proteção: segredinho nosso, afim de protejer nosso piso contra arranhões, e as madeiras, compramos carpet preto, recortamos e colocamos entre os tijolos e o chão e os tijolos e as madeiras.

Enfim, acho que é isso.. se tiver alguma dúvida ainda, deixe nos comentários que eu respondo (dentro do possível) e complemento o post.

Como a pessoa aqui não calculou direito o número de tijolos, acabou sobrando 4 tijolos, que acabaram virando outra estante na sacada, que dessa vez não pintei. Ainda. ;)